Cruzeiro 2011

Não ouço falar de torcida mais chata e corneta que a do Cruzeiro. O time terminou em segundo lugar, sendo vice-campeão do Campeonato Brasileiro, no ano passado e mesmo assim as críticas continuam. No meu entender, a diretoria está certa em não sair vendendo tudo quanto é jogador e contratar por contratar. Já são praticamente três anos com a mesma base, que joga entrosada e tem chegado perto de conquistar títulos todos os anos (apesar de bater na trave todo ano).

O elenco desse ano está extremamente inchado e pode aumentar com a possibilidade da chegada do zagueiro Victorino (joga atualmente na Universidad de Chile) e de mais um atacante (o esperado matador que tanto fez falta ano passado). Segue a lista retirada do Superesportes:

Goleiros (4)
Fábio, Rafael, Gabriel Vasconcellos, Douglas Pires
Laterais-direitos (3)
Rômulo, Afonso, Geovane
Laterais-esquerdos (2)
Diego Renan, Pablo
Zagueiros (5)
Gil, Leo, Edcarlos, Naldo, Fabrício Dornellas
Volantes (7)
Leandro Guerreiro, Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná, Pedro Ken, Everton e Uchôa
Meias (6)
Montillo, Roger, Gilberto, Bernardo, Camilo, Dudu
Atacantes (9)
Wellington Paulista, Farías, Thiago Ribeiro, Wallyson, Thiaguinho, Eliandro, Reis, André Dias, Ortigoza

São 36 jogadores já à disposição de Cuca, sendo que mais dois podem chegar, ou seja, a possibilidade de 38 jogadores num time que terá aproximadamente 23. Isso significa que muita gente vai rodar, seja pra finalmente deixar o time por que não merece vestir a camisa azul-celeste ou para ganhar experiência em outros times menores (Leonardo Silva parece ter juntado as duas possibilidades).

No gol, Fábio é incontestável e Rafael é um bom reserva. O corte sobre para os outros jovens que subiram agora.

Com a saída de Johnatan, o time ficou carente de um bom lateral-direito e a vaga provavelmente ficará com Rômulo até contratarmos alguém que possa ocupar a posição adequadamente. Nesse caso, Afonso e Geovane disputam a reserva, sendo esse último uma aposta da diretoria vinda de Goiás (e sobre o qual não se tem muito conhecimento para qualquer tipo de crítica).

Na zaga, com a saída do traíra Leonardo Silva, seu xará Léo provavelmente será o principal ocupante da posição, principalmente por causa da boa atuação no ano passado. Fabrício Carioca, que chega do Palmeiras, provavelmente ocupa a outra vaga, visto que Gil não é lá de confiança em jogos realmente decisivos, (apesar de iniciar o ano como titular, aposto) e Edcarlos sofre de altos e baixos, o que lhe garante a reserva. Naldo chega da Ponte Preta como mais uma aposta da diretoria, por enquanto sem muitas chances, mas quem sabe? E se Victorino realmente for contratado, a titularidade finalmente será disputada entre bons zagueiros. Nesse caso, talvez seja interessante emprestar algum jogador ou dispensar Edcarlos, mas é complicado afirmar isso quando se pensa em zagueiros que sempre revezam a vaga.

Diego Renan é titular absoluto, tendo voltado a jogar bem no final do Brasileirão passado com o aperto de Cuca. Pablo é reserva e a posição está bem fechada nesse sentido.

Os volantes Fabrício, Henrique e Marquinhos Paraná jogam juntos há um bom tempo e tem sido a espinha dorsal do time, melhorada ainda mais com a chegada de Montillo. Numa escalação com três volantes, os três devem iniciar o ano como titulares. Leandro Guerreiro, se conquistar a confiança de Cuca, poderia ser um bom substituto para Marquinhos Paraná que tabém oscila bastante em suas apresentações. Everton seguiria como reserva e Uchôa provavelmente será emprestado para adquirir experiência.

No meio, Montillo é o craque do time e tem sua posição mais que assegurada. Com dois armadores, Roger jogou muito bem ao lado do argentino e é uma boa opção, principalmente se apresentar o mesmo futebol do final do ano passado. Gilberto, nesse caso, pode ser aproveitado em uma das laterais com Diego Renan mudando de lado – esse caso seria interessante se ninguém se firmasse no lado direito. Camilo já provou que não tem lugar no time e já passou da hora de dispensá-lo. Dudu deve ser emprestado para ganhar experiência e Bernardo segue como uma incógnita (é ótimo jogador, mas será que já segura a posição?).

No ataque, são muitas opções para duas vagas. Thiago Ribery é o único que tem titularidade garantida, tem jogado muito, é veloz e mostra muita raça sempre que veste a camisa do Cruzeiro, além de aparecer como ponta e trabalhar bem nas assistências. Wellington Paulista deixou de ser matador faz muito tempo, podendo ser um bom reserva quando necessário. Farías chegou como estrela e não mostrou a que veio, afinal. Pode ser que apresente um futebol melhor esse ano, tem experiência e pode ser útil, mas pode enquanto não tem titularidade garantida. Ortigoza é a mesma coisa, não se sabe se apresentará um futebol realmente equivalente à posição de titular ou se seria bom apenas para compor elenco. O mesmo pode ser dito de André Dias. Esses jogadores provavelmente ficarão no time, enquanto Dudu, Eliandro, Thiaguinho e Wallysson devem ser emprestados. Reis é a terceira aposta da diretoria e fica no limbo, se se firmar pode ser uma boa peça de reposição, senão também deve ser emprestado.

Cuca diz que já tem o time todo definido. Espero que sim, o Mineiro 2011 começa daqui a pouco mais de uma semana e o Brasileiro desse ano será extremamente equilibrado (com exceção do Santos que montou uma equipe muito forte e do próprio Fluminense que permanece com um bom time), como tem sido todos esses últimos anos. Acredito que temos um time muito bom montado com chance sim de conquistar títulos. Quem sabe esse ano não saímos da trave e colocamos pra dentro?

About these ads

2 Comentários

Arquivado em Futebol

2 Respostas para “Cruzeiro 2011

  1. É… algo de errado no Cruzeiro. Não sei se dinheiro, ou influências “políticas”, mas tem algo de muito estranho na Toca esse ano. Os reforços foram aquém do que o time precisa e deseja, querendo urgentemente conquistar a Libertadores. O time continua bom, pois esse é um dos grandes trunfos do Cruzeiro, a continuidade. Time só fica bom assim! Não sei o que vai dar do Cruzeiro esse ano, mas acho que um time que já começa favorito para o estadual (apesar de Atlético, América e Villa Nova quererem atrapalhar), tem grandes chances de começar o Brasileirão bem, mas a Libertadores é complicada. O caminho do Cruzeiro não é fácil, e tradicionalmente o time não é aquele que cresce proporcionalmente à dificuldade no torneio Libertadores. Acredito que será um gigante desafio, mas que pode ser, sim, superado. Veremos! (E continuarei torcendo contra).

    • L L

      Fala, Guedão!

      Pois é, esse negócio de “apostar” em jogador é complicado, o famoso 50-50. Quando dá certo, é uma maravilha, todo mundo idolatra a diretoria. Mas quando dá errado…

      Acho que a manutenção da base garante um bom ano para o Cruzeiro. Como costumo dizer, brasileiro gosta de pontos corridos mas ainda não aprendeu a valorizá-lo. Digo no sentido de não entender que ficar entre os cinco primeiros em grandes competições hoje é algo a se festejar pela dificuldade enfrentada. Espero que o Cruzeiro esse ano faça mais bonito na Libertadores e, por fim, conquiste o Brasileiro, hehe

      E, obviamente, continuarei torcendo contra o seu sofrido time, meu querido!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s